Análises Físicas

Home » Análises Físicas » Lixiviação de Resíduos Contaminantes

Lixiviação de Resíduos Contaminantes

24/06/2018

Objetivo

A Lixiviação de resíduos em geral tem como objetivo simular as condições de chuva a pH= 5,00 nas quais o material estaria exposto, determinando posteriormente os níveis de contaminantes que aquele resíduo lançaria no ambiente (solo) naquelas condições.

 

Material e equipamentos

  • Balança
  • Agitador mecânico ou magnético
  • Béquer de 1000ml
  • Peneira de 9,5mm
  • Frasco conta-gotas
  • Papel de filtro comum
  • Balão volumétrico de 500ml

 

Reagentes e soluções

  • Ácido acético 0,5N
  • Hidróxido de amônio 0,5N
  • Água destilada ou deionizada

 

Procedimentos

  1. Reduzir a granulometria da amostra para aproximadamente 10mm;
  2. Pesar aproximadamente 31,25g da amostra, transferir para béquer de 1000ml
  3. Adicionar 500ml de água destilada ou deionizada (proporção de 16:1) sob agitação mecânica (ou magnética).
  4. Anotar o pH inicial.

Observação: Caso não ocorra rápida estabilização do pH, fazer leituras em intervalos de tempo de 15, 30, 60 minutos, anotando os valores de pH a cada tempo.

  1. Sob agitação constante, ajustar o pH para 5,00 + 0,20 por adição de gostas de solução de Ácido acético 0,5N ou Hidróxido de amônio 0,5N conforme o caso.
  2. Após estabilização do pH por pelo menos 30 minutos, deixar sob agitação por 24 horas.
  3. Após as 24 horas, se o pH for superior a 5,2 ajusta-lo novamente e prolongar a agitação por mais 4 horas fazendo-se controle e correção de pH a cada hora.
  4. Separar o sobrenadante por decantação seguida de filtração, se necessário.
  5. Tomar alíquotas do filtrado para a determinação dos parâmetros de interesse.

 

 

Evandro Trindade

Administrador do Quimicando, formado em Técnico em Química e esta cursando Analise e Desenvolvimento de Sistemas, um grande admirador por analises químicas e métodos analíticos, hoje também por programação, design e desenvolvimento web.

0 Comentário

Deixe o seu comentário!