Curiosidades

Home » Curiosidades » Produção de Cola Adesiva – Caseinato de Sódio

Produção de Cola Adesiva – Caseinato de Sódio

30/08/2012

Introdução

A caseína é uma proteína do tipo fosfoproteína encontrada no leite fresco. Estas proteínas encontram-se com frequência no leite de mamíferos. Quando coagulada com renina é chamada “paracaseína” (caseína de coalho) e, quando coagulada através da redução de pH (utilização de ácidos) é chamada “caseína ácida”. A terminologia britânica usa o termo “caseinogênio” quando a proteína não está coagulada e “caseína” quando a proteína está coagulada. Como existe no leite é um sal de cálcio.

A caseína não coagula com o calor. É precipitada pelos ácidos ou pela renina, uma enzima proteolítica produzida no estômago dos vitelos (bezerros) recém-nascidos (também é produzida por alguns tipos de plantas e micróbios). A enzima tripsina hidrolisa a peptona retirando o fosfato.

A caseína contém um número razoavelmente alto de peptídeos de prolina que não interagem. Não apresenta nenhuma ponte dissulfeto. Como consequência apresenta relativamente pouca estrutura secundária ou estrutura terciária, não formando estruturas globulares. Por isso não pode desnaturar. É relativamente hidrofóbica, tornando-se pouco solúvel em água. Encontra-se no leite como uma emulsão de partículas de caseína (micelas de caseína), de modo que a região hidrófoba (apolar) fica no interior e a região hidrófila (polar) na superfície exposto a água. As caseínas das micelas se prendem juntas por íons de cálcio e interações hidrofóbicas.

Objetivo

Fazer e estudar as aplicações do Caseinato de Sódio (cola adesiva).

tubo-de-colaMaterial Utilizado

  • Becker de 200 ml
  • Funil
  • Papel de filtro
  • Erlenmeyer 500 ml
  • Proveta de 50 ml
  • Tripé
  • Tela de amianto
  • Bico de Bunsen
  • Bastão de vidro (baqueta)

Obs.: Pode-se usar chapa elétrica, dispensando a tela de amianto, o tripé e o bico de Bunsen.

Reagentes

  • Leite desnatado
  • Ácido Acético (CH3COOH)
  • Água destilada
  • Bicarbonato de Sódio (NaHCO3)
  • Timerosal C9H9HgO2SNa (Merthiolate)

Procedimento

  1. Coloque 25 ml de leite no Becker.
  2. Adicione aproximadamente 3 ml de ácido acético.
  3. Aqueça e agite constantemente com o bastão o sistema, até o inicio da coagulação do leite.
  4. Retire o Becker e continue a agita-lo, até não haver mais coagulação.
  5. Deixe em repouso para que a substância coagulada decante.
  6. Filtre usando funil, papel de filtro e recolhendo para o erlenmeyer.
  7. Coloque um pedaço de papel de filtro sobre a substância filtrada e aperte levemente com o bastão de vidro para que qualquer excesso do liquido seja retirado.
  8. Retorne a substância filtrada ao Becker e adicione cerca de 3 ml de água destilada e agite o sistema com o bastão de vidro.
  9. Coloque bicarbonato de sódio (NaHCO3) no becker para neutralizar qualquer ácido remanescente da solução.
  10. Observe a formação de bolhas de gás, e, se necessário, adicione mais bicarbonato de sódio (NaHCO3) até que não seja mais vista a formação de bolhas.
  11. Adicione gotas de Timerosal (Merthiolate) e agite.
  12. Armazene em um frasco com tampa.
  13. Teste as propriedades do produto formado, que é uma cola de caseína.

Comentários:

A caseína é a principal proteína presente no leite (aproximadamente 3% em massa) e é bastante solúvel em água por se apresentar na forma de um sal de cálcio. Sua solubilidade é fortemente afetada pela adição de ácidos que, pela redução do pH, que reduz a presença de cargas na molécula, fazendo com que a sua estrutura terciária seja alterada e, consequentemente, levando-a a precipitação. Esta redução de pH provoca a perda do cálcio, na forma de fosfato de cálcio, que é eliminado no soro.

A adição de bicarbonato de sódio leva à formação do Caseinato de Sódio, que tem propriedades adesivas, além de eliminar resíduos de ácido acético. Industrialmente a precipitação da caseína é feita pela adição de ácido clorídrico ou sulfúrico ou ainda pela adição de uma enzima presente no estômago de bovinos, a renina. Quando a precipitação da caseína tem por objetivo a produção de alimentos, como o queijo, por exemplo, são utilizados microrganismos que produzem ácido lático, a partir da lactose.

Evandro Trindade

Administrador do Quimicando, formado em Técnico em Química e esta cursando Analise e Desenvolvimento de Sistemas, um grande admirador por analises químicas e métodos analíticos, hoje também por programação, design e desenvolvimento web.

0 Comentário

Deixe o seu comentário!