Análises Físicas

Home » Análises Físicas » Reciclagem de Carepa

Reciclagem de Carepa

10/01/2017

Cada vez mais as usinas siderúrgicas vêm se preocupando com sua geração de resíduos e as formas como esses podem ser reciclados. Este trabalho tem como objetivo apresentar o tema da reciclagem de carepa em usinas semi-integradas, através do Forno Elétrico a Arco. Para este estudo foram efetuadas análises granulométrica, de difração de raios X, espectroscopia de emissão por plasma e espectroscopia mössbauer para a caracterização da carepa. Após a carepa caracterizada foram efetuadas misturas, entre carepa e coque de petróleo, com o objetivo de formar uma mistura autorredutora. A mistura foi avaliada através de ensaios de redução em forno tipo mufla nas temperaturas de 1000, 1100, 1200 e 1300ºC para tempos de 5, 10 e 15 minutos. Também foram efetuadas análises químicas por via úmida para as amostra brutas e após os ensaios de redução, para obtermos as quantidades de ferro total e metálico das amostras, assim podemos calcular o grau de metalização das mesmas.

Por fim, o estudo concluiu que existe a possibilidade de se reciclar carepa no Forno Elétrico a Arco, mas ainda necessita de testes em uma escala maior para confirmar esse uso.

Vídeo produzido para a Feira de Iniciação à Inovação e ao Desenvolvimento Tecnológico (FINOVA), UFRGS.

Fonte do artigo original:

Ismael V. Flores
Bolsista ITI do Laboratório de Siderurgia (Lasid) da UFRGS

Evandro Trindade

Administrador do Quimicando, formado em Técnico em Química e esta cursando Analise e Desenvolvimento de Sistemas, um grande admirador por analises químicas e métodos analíticos, hoje também por programação, design e desenvolvimento web.

0 Comentário

Deixe o seu comentário!