Soluções

Home » Soluções » Solução de Tiossulfato de Sódio 0,1 N

Solução de Tiossulfato de Sódio 0,1 N

5/10/2016

tiossulfato de sodioTiossulfato de sódio é frequente a grafia de tal sal como tiosulfato, também chamado erradamente de hipossulfito de sódio, que na forma anidra tem fórmula Na2S2O3, tem aspecto sólido cristalino, de cor branca e é utilizado na indústria fotográfica (daí seu arcaico nome de “hipo dos fotógrafos”) na formulação de banhos fixadores. Também é utilizado em curtumes, nos processos de curtidura ao cromo. Ele também pode ser usado para remoção rápida de cloro da água a ser usada em aquários.

Produção industrial e síntese laboratorial

Numa escala industrial, o tiossulfato de sódio é produzido principalmente a partir de efluentes líquidos da fabricação do sulfeto de sódio ou corantes ao enxofre. Sínteses de pequena escala podem ser feitas por fervura de soluções de sulfeto de sódio ou sulfito de sódio com enxofre.

Na2SO3 + S → Na2S2O3

A fervura das soluções de sulfeto de sódio com enxofre levam também a produção do polissulfeto de sódio, NaSn, utilizado na redução de alguns organonitrados  à aminas. Assim, o ânion S2O32− representa uma forma solúvel em água do elemento enxofre.

Reação

O ânion tiossulfato caracteristicamente reage com ácidos diluídos produzindo enxofre, dióxido de enxofre e água:

S2O32−(aq) + 2H +(aq) → S(s) + SO2(g) + H2O(l)

Esta reação tem sido empregada para produzir enxofre coloidal. Quando a protonação é conduzida a baixas temperaturas, H2S2O3 (ácido tiossulfúrico) pode ser obtido. Ele é um ácido forte de pKa = 0.6, 1.7.

Aplicação

Tiossulfato de sódio é também usado em química analítica. Podem quando aquecido com uma amostra contendo cátion alumínio, produzir uma precipitação branca:

2 Al3+ + 3 S2O32− + 3 H2O → 3 SO2 + 3 S + 2 Al(OH)3

Preparo da solução padrão:

  • Pesar 25 g de tiossulfato de sódio penta hidratado p.a.
  • Transferir para o balão volumétrico de 1000 ml, com água recentemente fervida e resfriada.
  • Adicionar 0,01 g de iodeto de mercúrio II (HgI2) p.a. para estabilizar a solução.
  • Completar o volume e acondicionar em frasco âmbar.

Fatoração:

  • Pesar exatamente cerca de 0,15 g de dicromato de potássio (K2Cr2O7)PA padrão primário, previamente seco em estufa a 140 – 150ºC durante 1 hora e transferir para erlenmeyer de 500 ml com rolha esmerilhada.
  • Lavar as paredes do frasco com água fria, previamente fervida e elevar o volume a 1000ml.
  • Adicionar 5 g de iodeto de potássio (KI) PA.
  • Agitar até dissolver e adicionar 5 ml de ácido clorídrico (HCl) 6 N.
  • Tampar o frasco e agitar.
  • Deixar em repouso por 5 minutos, fechado e em ausência deluz.
  • Adicionar mais 100 ml de água fria, recentemente fervida, lavando cuidadosamente as paredes do frasco e titular o iodo liberado com solução de tiossulfato de sódio 0,1N até coloração amarelo claro.
  • Adicionar 2 ml de solução de amido (C6H10O5)n a 1 % (m/v) e continuar a titulação até a coloração mudar de azul esverdeado para verde pálido.

Calcular o fator de correção usando, no mínimo a média de três determinações.

Cálculos:

Fator de correção = m/0,049 x V x N

Onde:

m = massa de dicromato de potássio, em gramas;

V = volume da solução de tiossulfato de sódio gastos na titulação em ml;

N = normalidade esperada da solução.

Evandro Trindade

Administrador do Quimicando, formado em Técnico em Química e esta cursando Analise e Desenvolvimento de Sistemas, um grande admirador por analises químicas e métodos analíticos, hoje também por programação, design e desenvolvimento web.

0 Comentário

Deixe o seu comentário!