Análises Químicas

Home » Análises Químicas » Teste de Proteínas

Teste de Proteínas

28/11/2016

Objetivo

Identificar a presença de proteínas em diversos alimentos.

 

Material utilizado

Bastão de vidro

Tubo de ensaio

Pipeta de 5 ml

Pipeta de 10 ml

Balão volumétrico 1000 ml

Becker de 1000 ml

 

Reagentes

 

  • Reagente de Biureto

 

Preparação do reagente

Dissolve-se 1,5 g de sulfato de cobre (II) (CuSO4.5H2O) e 6,0 g de tartarato duplo de sódio e potássio (KNaC4H4O6.4H2O) em 500 ml de água destilada utilizando um Becker de 1000 ml. Adiciona-se, sob agitação constante, 300 ml de solução de NaOH aquoso a 10%. Adiciona-se 1g de iodeto de potássio (KI). Transfira essa solução para um balão volumétrico de 1000 ml e complete o volume com água destilada e homogeneizar. Guarde o reagente em frasco de vidro âmbar. Esse reagente conserva-se por tempo indefinido.

Procedimento

 

  • Prepare os tubos de ensaio de a com a tabela:

  • Adicione 5 ml de água em cada tubo.
  • Agite-as bem para diluir a substancias a serem analisadas.
  • Adicione 3 ml de reagente de Biureto em cada tubo.
  • Agite bem e observe a coloração adquirida.

 

Comentários

 

Este teste qualitativo é denominado teste de biureto. A mudança da cor azul para púrpura indica a presença de proteínas no material. As reações envolvidas são muito complexas e ocorrem com as ligações peptídicas que ligam as várias moléculas de aminoácidos. A intensidade da coloração obtida depende da quantidade de proteína presente no meio.

As Proteínas são compostos orgânicos bioquímicos, constituídos por um ou mais polipeptídeos tipicamente dobrada em uma forma globular ou fibrosa, facilitando uma função biológica. São compostos de alto peso molecular, compostos orgânicos de estrutura complementar e massa molecular elevada (de 100.000 a 100.000.000.000 ou mais unidades de massa atômica), sintetizada pelos organismos vivos através da condensação de um grande número de moléculas de alfa-aminoácidos, através de ligações denominadas ligações peptídicas São consideradas as macromoléculas mais importantes das células e, para muitos organismos, constituem quase 50% de suas massas. Uma proteína é um conjunto de no mínimo 20 aminoácidos, mas sabemos que uma proteína possui muito mais que essa quantidade, sendo os conjuntos menores denominados Polipeptídeos. Em comparação, designa-se Prótido qualquer composto nitrogenado que contém aminoácidos, peptídeos e proteínas (pode conter outros componentes). Uma grande parte das proteínas são completamente sintetizadas no citosol das células pela tradução do RNA enquanto as proteínas destinadas à membrana citoplasmática, lisossomos e as proteínas de secreção possuem um sinal que é reconhecido pela membrana do retículo endoplasmático onde terminam sua síntese. As proteínas são as estruturas, sob o foco da química, de maior complexidade e mais sofisticadas funcionalmente que se conhece. O corpo humano produz cerca de 100.000 proteínas, com cada proteína tendo algumas centenas de aminoácidos de comprimento.

Evandro Trindade

Administrador do Quimicando, formado em Técnico em Química e esta cursando Analise e Desenvolvimento de Sistemas, um grande admirador por analises químicas e métodos analíticos, hoje também por programação, design e desenvolvimento web.

0 Comentário

Deixe o seu comentário!